Como tratar pedra nos rins na gravidez

mais saúde

Como tratar pedra nos rins na gravidez

mais saúde

Você está grávida e de repente começa a sentir uma sensação estranha, não sabe direito se é dor ou desconforto. Mas a sensação começa a se transformar em dor, e a dor é nas costas irradiando para frente. Começa a ficar cada vez mais forte e, você ficar muito desconfortável e cada vez pior. A dor chega a um ponto de não conseguir ficar em qualquer posição, deitada, em pé, sentada… Qualquer uma dessas posições vai te incomodar! Em um determinado momento você não aguenta mais a dor e corre para o pronto socorro para verificar o que está acontecendo e o exame médico mesmo no exame clinico já suspeita: pedra nos rins!

A dor das crises renais é muito intensa! Quem já passou por este problema, diz que é muito semelhante á dor do parto, às vezes mais intensa! Por isso, não é nada agradável quando ela chega. Mas o que causa a pedra nos rins na gravidez e como lidar com essas dores? Pedras nos rins na gravidez surgem não na gravidez, mas sim antes dela. O que acontece é que com o aumento da progesterona e demais hormônios, o rim acaba de dilatando, então se torna mais propenso a liberar os cálculos lá existentes.

Os cálculos renais são formados pelo acúmulo de cristais de oxalato de cálcio e fosfato de cálcio, além de ser formada também por cristais de ácido úrico. 80% dos cálculos são formados por cálcio e 10% por ácido úrico. A formação das pedras nos rins é favorecida quando há uma baixa ingestão de líquidos, alto consumo de alimentos que favorecem estes elementos no rim. Aliás, o rim é um órgão muito importante, por ele passam todos os líquidos e também sangue do corpo. A filtração desses líquidos faz com que os excessos de cristais da urina fiquem acumulados no rim, então o cálculo ou pedra nos rins aparece. Na maioria das vezes os cálculos levam anos para se formar, e ficam quietinhos parados no rim. A saída desses cálculos que é o problema, com a saída a dor acontece, ainda mais quando o cálculo renal é grande, obstrui a passagem da urina do rim para a bexiga como uma rolha.

O refluxo da urina causa uma pressão muito grande no canal do ureter (canal que liga o rim à bexiga) e acaba voltando ao rim, assim ocasionando um aumento do rim e consequentemente a dor. Esse represamento da urina pode causar diversos problemas além da dor, entre os mais comuns está a infecção. Esta pode atingir a bexiga e pior, os rins. O problema é quando a crise renal acontece na gravidez, momento em que o corpo não poderá receber o tratamento adequado por conta da formação do bebê e por não poder receber a medicação adequada, assim como os procedimentos necessários.

As consequências das pedras nos rins podem levar problemas severos na gestação, dependendo do estágio, causará aborto ou mesmo parto prematuro. Porém, mal ao feto não causará, nem as crises renais nem mesmo a saída da pedra. Podemos então concluir, que má formação não trará. É importante cuidar para que a situação não se complique para não haver maiores problemas.

Como Diagnosticar e Tratar as Pedras nos Rins Durante a Gravidez

As pedras nos rins na gravidez apenas podem ser diagnosticadas por um exame de urina, o qual verificará a existência de cristais de oxalato de cálcio ou presença de sangue (pelas pequenas lesões que os cálculos irão proporcionar). Há uma forma mais eficiente de se localizar esse tipo de problema, mas através de um exame o qual a gestante não pode fazer, a tomografia que contém muita radiação e não é recomendada por ocasionar riscos a formação do feto.

O tratamento para pedra nos rins na gravidez é ingestão de muito liquido para ajudar na eliminação natural. Caso o cálculo seja muito grande para ser eliminado naturalmente pelo corpo, é recomendado um procedimento chamado cirurgia endoscópica (via uretra), que consiste em fazer a localização da pedra e após isso, quebrar com laser e retirar os pedaços com um cateter chamado duplo J através do canal da urina. O procedimento não ocasionará cortes nem necessita de pontos. O tratamento na gestação é o mais simples possível para não ser invasivo, se necessário, o médico recomendará um procedimento mais completo após a gestação.

Caso as complicações temidas como a infecção aconteça, o médico irá tratar com antibióticos adequados à fase e também se necessário, uso de corticoides. No momento da crise, procure imediatamente um pronto socorro, preferencialmente os que têm respaldo de um urologista. A avaliação do médico é fundamental para verificar qual conduta a se adotar no momento da gestação e tratar de forma correta.

Nota da autora: Tive pedra nos rins em todas as gestações. Na primeira foi ainda pior, pois foram 3 crises com saída de 3 cálculos diferentes! Nas demais, tive apenas uma crise, porém, em todas elas consegui “capturar” o cálculo danado.

Veja Também: Quais Mudanças no Corpo Esperar Durante a Sua Gravidez 

Veja Também: como ter uma gravidez saudavel aos 35 anos

Veja Também: ConfiraTestes utilizados para confirmar a gravidez

😄🌱🍂 gostou das nossas dicas então compartilhe 👍😃📣 com seus amigos nas redes sociais e dixe seu comentário abaixo e fique por dentro dos novos artigos do nosso site para isso você pode se cadastrar no nosso site para receber novos artigos no seu e-mail. 📨🍎

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *